Nieman Foundation at Harvard
HOME
          
LATEST STORY
Five years in, Scalawag is reframing who gets included in “the South” (and how to build a business off it)
ABOUT                    SUBSCRIBE
Aug. 29, 2017, 10:44 a.m.
Reporting & Production
LINK: www.digitalnewsreport.org  ➚   |   Posted by: Shan Wang   |   August 29, 2017

Veículos jornalísticos que competem pelos leitores no Reino Unido estão enfrentando uma dura batalha contra 3 gigantes. Notícias de BBC, The Guardian e Mail Online somam 63% do que leitores leem. Pesquisa publicada na 3ª feira (29.ago.2017) pelo Instituto Reuters analisou usuários durante o meio de março até o meados de abril de 2017. A BBC sozinha tem 39% da audiência.

Segundo o levantamento, os mesmos 3 veículos representaram 64% do tempo gasto na leitura de notícias online.

O estudo da Reuters acompanhou os hábitos de navegação por desktop e laptop de 3.455 leitores de notícias no Reino Unido. Também analisou o comportamento durante 2 grandes eventos: os ataques terroristas de março à Westminster e a remoção forçada de passageiros de 1 voo da United Airlines em abril. (Uma ressalva principal: O estudo observou comportamentos por desktop, então não levou em conta o “consumo de títulos ou fragmentos em ambientes de distribuição ou consumos nativos de artigos via o aplicativo Instant Articles, do Facebook, o AMP, do Google, Apple News, etc. Também exclui o consumo de pequenos vídeos ou vídeos ao vivo em plataformas de distribuição“).

O site da BBC foi a fonte primária de notícias durante os ataques em Westminster. 76% dos pesquisados que leram qualquer notícia sobre o ataque o fizeram pela BBC e 55% confiaram apenas na BBC. “O estudo da Reuters descobriu que leitores também buscaram especificamente fontes da BBC, realizando pesquisas com as palavras-chave “ataques terroristas + BBC“.

Quando se trata de engajamento do leitor e lealdade a certos veículos, a BBC aparece novamente no topo.

A BBC lidera a lista com uma média de 31 notícias por visitante único, seguida pelo MSN (24), the Guardian (15), BuzzFeed (14), the Mail Online (13) e The Times (9). Nenhuma outra publicação nacional tem uma média de mais de 5 notícias acessada por cada visitante por mês. Publicações como o Sun e o Mirror, que conseguiram construir uma grande lealdade dos leitores impresso, geram apenas 4 e 3 notícias por visitante cada, com uma média de apenas 4 minutos para cada publicação durante o mês.

O status da BBC ajuda a garantir a audiência. No período estudado, 78% das visitas a notícias do veículo foram de tráfego direto (o resto é um misto de redes sociais, buscas e links de outros sites). Mídia social é a maneira por meio da qual outros veículos menores conseguem competir com as marcas dominantes. (Novamente, este estudo particular concentrou-se no comportamento de desktop; via mídias sociais, os 3 grandes mencionados teriam uma audiência ainda maior).

The Portuguese version of this story first appeared in Poder360. Translation by Renata Gomes.

Show tags Show comments / Leave a comment
 
Join the 50,000 who get the freshest future-of-journalism news in our daily email.
Five years in, Scalawag is reframing who gets included in “the South” (and how to build a business off it)
“What does it mean for a diverse group of young Southerners to be producing content that is read by mostly white folks — and white folks that are older than them?”
Galaxy brain: The neuroscience of how fake news grabs our attention, produces false memories, and appeals to our emotions
“Highly emotionally provocative information stands a stronger chance of lingering in our minds and being incorporated into long-term memory banks.”
Newsonomics: By selling to America’s worst newspaper owners, Michael Ferro ushers the vultures into Tribune
Astonishingly, history might argue that Sam Zell was only the third-worst owner in recent Tribune history.